Se existe uma questão complexa é sobre o que é este blog. Posso responder com convicção de que este blog de nada trata, pois posso responder com convicção que a minha causa é nenhuma causa. É dever de todo indivíduo maduro organizar e perseverar sobre seus próprios princípios, ideais, sobre seus próprios interesses. E é sobre eu mesmo que dissertarei acá. Sobre as coisas como eu experiencio, sobre as coisas como eu interpreto. Até mesmo caso um dia vejam uma postagem que trate da interpretação de algum autor sobre determinada obra, sempre mantenham-se atentos: não existe ideia formulada que não contenha por trás uma interpretação, uma sequência inestimável de eventos, ações, toda uma série empírica de fatos. Na verdade, você estaria lendo uma interpretação sobre interpretação, e isso é aplicável exponencial e infinitamente a qualquer juízo de valor.

Continuar lendo